segunda-feira, 6 de setembro de 2010

NÚCLEOS EM MOVIMENTO


AÇÕES


Literatura de Segunda – Primeira Edição (2009)


O LITERATURA DE SEGUNDA propôs um diálogo com a Praça XV de Novembro (Marechal Hermes), espaço urbano de circulação, propondo sua ativação como espaço também de circulação cultural, por meio de atividades artísticas e literárias, abertas a desdobramentos autônomos posteriores, por parte da população e de estabelecimentos e instituições locais.

As atividades apresentadas pelo LITERATURA DE SEGUNDA propuseram não somente uma transferência das práticas da leitura e da escrita de seus “espaços institucionais” “tradicionalmente” legitimados, mas a exploração das possibilidades poéticas/ literárias e estéticas oferecidas pela praça, seu entorno e aqueles que por eles circulam, contribuindo para aproximar diferentes modalidades de produção verbal, múltiplas linguagens e aspectos diversos da cultura cotidiana, além de explorar limites amplos de possibilidades para a criação através da linguagem visual e escrita, abrindo espaço para a expressão, a comunicação, a utilização da memória local, dialogando com aspectos culturais da constituição da língua, etc.

A dissolução e sobreposição dos papéis de escritores e leitores no decurso das atividades propostas pelo LITERATURA DE SEGUNDA, ou seja, produtores/ pensadores e consumidores/ público, marcados por uma hierarquia culturalmente estabelecida e fortalecida por mecanismos institucionais, abriu espaço para a evidenciação do leitor/ escritor como personagem da produção de conhecimento.

Nesse sentido, a praça e suas linguagens – maneiras de falar, letreiros, cartazes, objetos e imagens – foram adotadas enquanto fontes de elementos sensíveis, históricos, culturais, locais, a serem trabalhados individual e coletivamente, fragmentados, combinados e (re)significados para a produção de conhecimento, sem excluir as produções exteriores àquele meio.

Mais sobre o LITERATURA DE SEGUNDA em



2 comentários:

  1. Boa tarde,

    Gostaria de saber o tel. de contato da caravana do passinho.

    Obrigada.

    ResponderExcluir